SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM O NOSSO TRABALHO.

quinta-feira, 31 de outubro de 2019

A acusação contra Bolsonaro e a estratégia para que esqueçam quem é o mandante do assassinato de Celso Daniel

O assassinato do ex-prefeito de Santo André, Celso Daniel (PT), voltou a ser assunto na midia nacional O petista foi torturado e morto em 2002.


Uma visão sobre crime, que até hoje permanece obscuro Bolsonaro já alertava em alguma entrevistas, sem que os mandantes tenham sido identificados. Neste caso intrigante, 11 testemunhas foram mortas nos anos seguintes à queima de arquivo.

O presidente afirmou com convicção que o prefeito foi morto em um crime político para que o ex-presidente Lula, atualmente preso em Curitiba, tivesse chance de vitória nas eleições de 2002. Acompanhe um trecho da nossa reportagem especial.

Nesta semana o presidente foi alvo de uma fake news sem escrupúlos, e muitos tentar criar uma cortina de fumaça para esquercer o que aconteceu no passado.


Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário