SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM NOSSO TRABALHO 477-4 / 36.152-6 / BANCO DO BRASIL.

quinta-feira, 17 de outubro de 2019

No Rio Grande do Norte, Governo petista deve mais de 725 milhões de reais em salários atrasados.

O Governo do Rio Grande do Norte ainda deve R$ 725.300.891,87‬ aos servidores ativos, inativos e pensionistas do estado. A dívida corresponde aos salários atrasados de dezembro e o décimo terceiro de 2018, além de parte do salário de novembro de 2018.


No início do ano, a governadora Petista Fátima Bezerra garantiu empenhar a equipe estadual na busca por recursos extras para quitar a dívida. No entanto, dez meses depois, os servidores públicos seguem sem um calendário de pagamento definido sobre os atrasados.

O valor que ainda falta ser pago referente ao mês de novembro de 2018 é de R$ 88.880.196,18. Já o de dezembro de 13º de 2018 corresponde a R$ 312.314.377,10 e R$ 324.106.318,59, respectivamente.

Entenda o retrospecto das promessas:

Primeiro, a Governadora rasgou seus compromissos de campanha eleitoral e deu o calote nos salários de dezembro e 13° de 2018, bem como do restante do 13° de 2017. Simplesmente, a petista disse que não vai pagar agora, nem tem previsão de pagar depois.

Em janeiro, o discurso da governadora Fátima Bezerra era de que a antecipação dos royalties do petróleo dos próximos 04 anos (2019, 2020, 2021 e 2022), uma arrecadação de R$ 500 milhões, seria usada para pagar pensionistas e aposentados e para atualizar os salários em aberto.

Em diversas entrevistas, a governadora Fátima Bezerra garantiu o pagamento dos atrasados até dezembro. Agora, os servidores públicos esperam ações concretas, como a elaboração de um calendário com prazos para quitação dessas dívidas.

De forma totalmente vivaldina, a Governadora anunciou o início do parcelamento de salários dos funcionários públicos, sob o título de “adiantamento”! Seria de rir, uma tal piada desastrada, não fosse o contraste entre o aperreio de servidores da ativa, aposentados e pensionistas com a “valorização da categoria” propagandeada pelo PT através de suas mídias de aluguel.

O executivo, que assumiu o compromisso de pagar as folhas atrasadas, já está no décimo mês de gestão sem dar resposta aos trabalhadores e trabalhadoras. É preciso que os servidores públicos e toda a sociedade se mobilize para cobrar do Estado o direito a receber com urgência as três folhas de salário ainda em atraso. O servidor público não aguenta mais só promessas.

Para completar o absurdo, esse tão esperado pagamento não ocorreu na data prometida pelo “acordo” entre Fátima Bezerra e Sindicatos subservientes, cuja preocupação da diretoria é fazer os seus próprios filiados aceitarem calados essa degradação e desrespeito com a classe trabalhadora.

Os servidores públicos da ativa, aposentados e pensionistas pedem socorro! Quem poderá tomar uma atitude?

Novembro 2018:

Quantidade e Valor

Ativos: 996
valor: R$ 12.859.003,01
Inativos: 6.611
valor: R$ 58.085.626,46
Pensionistas: 1.544
valor: R$ 17.925.566,71

Total: R$ 88.880.196,18

Dezembro 2018:

Quantidade e Valor

Ativos: 30.440
valor: R$ 107.468. 301,36
Inativos: 42.620
valor: R$ 165.976.002,07
Pensionistas: 10.862
valor: R$ 38.870.073,67

Total: R$ 312.314.377,10

Dezembro 2018 – 13º

Quantidade e Valor

Ativos: 28.472
valor: R$ 105.916.306,67
Inativos: 42.463
valor: R$ 176.557.857,34
Pensionistas: 10.797
valor: R$ 41.632.154,58

Total: R$ 324.106.318,59

Por A Trombeta News 
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário