SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM O NOSSO TRABALHO.

sábado, 16 de novembro de 2019

Empreendimento espera gerar 2 mil novos empregos no interior do RN

Mais desenvolvimento, emprego e renda para o Rio Grande do Norte. Em visita à governadora Fátima Bezerra, representantes da empresa Casa do Vento, uma das pioneiras no mercado de energia eólica no Brasil, anunciaram a instalação de um novo parque eólico nos municípios de Caiçara do Rio dos Ventos e Riachuelo, com capacidade de gerar 1,2 gigawatts de energia e cerca de 2 mil novos empregos.


“Estamos em um ciclo de desenvolvimento. Realizamos mudanças importantes nas políticas de incentivos para criar um ambiente atrativo e favorável aos negócios. O Proedi foi fundamental para devolver ao Rio Grande do Norte competividade. Somado a isso, o trabalho integrado das secretarias de Estado forma uma verdadeira força-tarefa que promove a celeridade nos processos administrativos e garantem segurança jurídica para as empresas”, destacou a governadora Fátima Bezerra.

Orçado em R$ 2 milhões, o projeto está na fase de licenciamento e a expectativa é que as obras iniciem em janeiro de 2020. “O tempo estimado de conclusão e início das operações de um parque desta magnitude é de um ano e meio. Temos o projeto de um parque eólico ainda maior, com capacidade de gerar 900 megawatts de energia, e também queremos trazer esse investimento para o Rio Grande do Norte”, ressaltou Clécio Eloy, diretor da Casa dos Ventos.

O diretor do Instituto de Defesa do Meio Ambiente (Idema), Leon Aguiar, destacou o trabalho da equipe técnica de licenciamento do órgão no intuito de oferecer suporte às empresas e celeridade nos processos. “Há uma compreensão da responsabilidade e do papel central do Idema para o desenvolvimento do Estado. Estabelecemos prazos determinados para cada etapa do processo e trabalhamos para cumpri-los”, disse Aguiar. 

Também participaram da reunião o vice-governador Antenor Roberto, o ex-deputado federal, Danilo Forte, e o assessor técnico da secretaria de Desenvolvimento Econômico, Pedro Lima.

Fonte: Portal Grande Ponto
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário