SEJA NOSSO APOIADOR, CONTRIBUA COM O NOSSO TRABALHO.

quarta-feira, 13 de novembro de 2019

Macau e região tem ficado para trás quando o assunto é desenvolvimento sociocultural no estado potiguar


Digo isso porque quando chega época de eleição todo macauense que vive na capital estadual quer externar nas redes sociais suas preocupações de como deve votar o eleitor salineiro, muitos desses opinadores da nossa cena política ocupam lugar de destaque no ambiente educacional do estado - digo UERN, UFRN ou cargos de importância no cenário educacional estadual – mas jamais “brigaram” para que Macau e seus macauenses fossem incluídos em algum projeto de cultura e arte promovida por algumas destas siglas educacionais.

Pois bem

A cultura e a arte ganharão um maior espaço de divulgação nas cidades de Currais Novos, Santa Cruz e Caicó em 2020. Essa é a proposta a ser discutida no Seminário de Arte e Cultura da UFRN que acontece, na próxima semana, nas três cidades do interior do Rio Grande do Norte (RN). No evento, será feito um diagnóstico e colhidas proposições culturais e artísticas a serem realizadas nessas localidades no próximo ano.

O Seminário acontece nos dias 11, 12 e 13 de novembro, promovido pela UFRN, por meio da Pró-Reitoria de Extensão (Proex) e Núcleo de Arte e Cultura (NAC), e conta com o apoio da Fundação José Augusto (FJA), órgão ligado ao Governo do Estado do RN. Estão envolvidas na ação as Secretarias de Cultura e de Educação do Estado e municípios, fóruns de cultura das regiões visitadas e representantes dos campus do interior (Facisa, Ceres Caicó e Currais Novos).

Para a diretora do Núcleo de Arte e Cultura (NAC), Teodora Alves, a proposta é construir o calendário de ações para o interior com a participação dos agentes culturais, das pessoas envolvidas com arte e cultura no âmbito de cada campus da UFRN e da comunidade externa. A primeira cidade a receber o Seminário será Santa Cruz, na segunda-feira, 11 de novembro.

O encontro acontece no período da manhã, no Complexo Cultural Santá, e à tarde, no auditório da Faculdade de Ciências da Saúde (Facisa). No dia seguinte, a caravana visitará Currais Novos, com um encontro a ser realizado no Solar das Artes durante todo o dia. No dia 13, será a vez da cidade de Caicó, onde o Seminário acontece no Museu do Seridó, na parte da manhã, e a Casa de Cultura, à tarde.

O Seminário é organizado com debates de dois eixos diferentes, um voltado para as apresentações (espetáculos) e outro focado na formação, como realização de cursos e oficinas, construindo uma programação a curto e médio prazo.

Moral da história

Mesmo Macau sendo um berço de grandes artistas nesse ambiente de arte e cultura para o estado potiguar, onde cito nomes como; Hianto de Almeida( que fez parte e deu sua contribuição para o desenvolvimento da bossa nova), Gilberto Avelino(com mais de 10 livros lançados), Grupo Sempre Alerta(que tomou conta do nordeste com o brilho do som de suas guitarras), Paulinho de Macau( que ganhou o Brasil com seu rebolado da nega do bole bole), Gabriel Andrade Junior(desenhista que ganhou o mundo sem sair de Macau), Getúlio Moura(escritor), além de músicos de qualidade ímpar como Gilson, Edinho Queiros, Leão Neto, Marrocos, Francilúzio, Jorge do Acordeon e vários outros que me falham a memória.

Mesmo assim Macau e seus macauenses são esquecidos até pelos próprios cidadãos salineiros que formam opinião nesses ambientes de cultura e educação do estado potiguar.

Por Blog Cidade do Sal
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário:

Postar um comentário