Bolívia terá novas eleições entre março e abril de 2020

As eleições de 20 de outubro foram marcadas por fraudes cometidas por Evo Morales para se perpetuar no poder.


Karen Longaric, chanceler interina da Bolívia, afirmou, nesta quinta-feira (5), que uma nova eleição presidencial ocorrerá entre março e abril de 2020. 

Longaric garantiu que o próximo pleito será “a eleição mais livre que já houve na Bolívia”, informa o jornal Folha de S.Paulo.

Na última quarta-feira (4), como noticiou a RENOVA, um relatório produzido pela Organização dos Estados Americanos (OEA) concluiu que o governo do ex-mandatário Evo Morales praticou “ações deliberadas para manipular os resultados”, incluindo alteração e queima de atas de votação e falsificação de assinaturas.

A convocação de um novo pleito está sendo prometida desde que a senadora Jeanine Añez assumiu o poder de forma interina, em 12 de novembro, ocupando o vácuo deixado após a renúncia de Morales, de seu vice e dos presidentes do Senado e da Câmara.

Fonte: Renova Mídia