Cel Azevedo cobra de Fátima redução de cargos para evitar falência do Estado

O deputado estadual Coronel Azevedo (PSC) cobrou da governadora Fátima Bezerra a realização de uma reforma administrativa na estrutura do Governo estadual, a exemplo do que ocorreu no governo federal onde foi reduzido o número de ministérios e extintos milhares de cargos e funções gratificadas.


Em seu pronunciamento, o parlamentar ressaltou que a chefe do Executivo tem o dever de cortar secretarias, cargos comissionados e funções gratificadas, “para que a falência do Rio Grande do Norte não se confirme”.

Ele citou como exemplo a criação da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar quando dentro da estrutura do Governo existe a Secretaria estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca. “O nosso potencial agropecuário deve ser cuidado pela Secretaria de Agricultura. Pra quê Secretaria que foi de Reforma Agrária e apenas mudou de nome para Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar? Fora outros órgãos decorativos servindo para financiar petistas e aliados”, afirmou.

Outro pasta citada é a Secretaria de Justiça e Cidadania, que “também inchou para acomodar seguidores. Tudo do jeito petista-esquerdista de ser: privilegiar somente os amigos e sectários”.

Para Coronel Azevedo, está mais do que “passando da hora” da governadora realizar essa reforma. “O momento ideal é agora. Pense naqueles que lhe deram votos esperando alguma mudança. Pense nos que estão desempregados e ameaçados pela crise do nosso setor produtivo”, concluiu.

Fonte: Portal Grande Ponto