Rômulo Paulista se preocupa com o atual quadro da população de Macau e defende algumas alternativas para geração de emprego e renda; confira

O Presidente do PSL e Pré candidato à prefeito de Macau Rômulo Paulista defende a diminuição do número de secretarias e ao mesmo tempo uma ampliação de reestruturação técnica nas mesmas. 


A secretaria que será mais ampliada tecnicamente será a de turismo onde passará a ter o nome de secretaria de indústria, comércio,turismo, planejamento e desenvolvimento. 

Essa secretaria será à mais importante na cidade, pois terá uma equipe técnica competente para elaboração, criação de projetos e planejamento, às equipes serão compostas por engenheiros, projetistas arquitetos, técnicos em planejamentos e advogados. 

A secretária ainda trabalhará exclusivamente para o desenvolvimento e um planejamento estratégico para a geração de empregos da nossa Cidade.

Rômulo diz que a secretaria será responsável para todo um cadastramento que vai atender todas as pessoas desempregadas que seja ou não profissionais e também pessoas que já tenha os seus 16 à 18 anos de idade, pois objetivo será fazer um mapeamento de áreas que possam ser produtivas como por exemplo o Projeto Camarões e também para elaboração de outros grandes projetos. 

Com o programa (Macau Mais Empregos) um dos objetivos será atender a classe trabalhadora industrial criando bases de apoio nas obras de grande, médio e pequeno porte no Brasil, com isso a Secretaria Municipal de Macau dará um total apoio estratégico e logístico, também treinamento e cursos profissionalizantes para os jovens e pais de família e o colocará no mercado de trabalho.

Rômulo Paulista acredita que com o número de mais de 5 mil profissionais que existem em nossa cidade, essas pessoas terão como gerar no mínimo mais de 4 mil empregos em 4 anos, com uma rotatividade de 50 pessoas por base a cada 60 dias com um custo de no máximo de 30 mil reais.

Ele ainda diz que será o melhor investimento pelo grande número de empregos gerados e com isso esse dinheiro retornará para suas famílias na sua cidade de origem (Macau). Onde a economia local será beneficiada. Rômulo segue exemplo da refinaria Abreu e Lima de Pernambuco onde a empresa tinha em quase 5 mil Macauenses no trecho trabalhando e colocando uma média de 2 mil por cada colaborador. Em quase 5 anos de obras foram injetados aqui na nossa economia mais de 500 milhões de reais, foi daí que as arrecadações aumentaram no governo Flávio Veras, e ele teve condições e sabedoria para fazer um grande trabalho na infraestrutura de Macau. 

Mas para isso Rômulo Paulista junto com amigos preparou e capacitou à juventude e país de família. 

SALVE MACAU AINDA À TEMPO