Rômulo Paulista mostra sua experiência e visão logística para atender as demandas que a cidade passa

O presidente do PSL em Macau e pré candidato a prefeito vem mostrando porque quer ser prefeito e afirma baseado em números como enxugar a máquina pública sem parar a economia local e regional.


Em entrevista ao nosso blog, Rômulo Paulista se mostra bastante empenhado com a política desse ano e sugere maneiras de enxugar a maquina pública gerando mais empregos e renda para a nossa cidade. 

Rômulo mostra exemplos através de um só dos quase 90 contratos que tem na prefeitura de Macau. "vamos lá, o contrato de limpeza pública (que não funciona em nossa cidade) cria apenas 36 empregos na empresa, isso custa aos cofres públicos em torno de R$ 350 mil quando nas gestões anteriores esse contrato chegaram ao valor de 450mil reais." Rômulo completa "que dentro do valor de um só contrato conseguirá gerar 180 empregos a um custo de 260 mil e ainda eliminará mais os outros quatros contratos como por exemplo os de poda, troca de lâmpadas, compra de lâmpadas e o de compra de materiais para construções, pois com a sobra do valor R$ 90mil de um contrato dá para atender essas demandas com 45 mil mês para compra de lâmpadas e 45mil mês para compra de materiais para construção ainda dá para incentivar os colaboradores com sacolão de 150 reais para cada. Obs: este valor já está incluso na folha de pagamento.

Com esse pensamento Rômulo Paulista mostra que tem visão de planejamento logístico e financeiro para atender as necessidade que a cidade passa.